Atividades físicas na Terceira Idade proporcionam benefícios para o corpo e a mente

Com o passar do tempo, algumas pessoas que chegam à casa dos 60 anos deixam de fazer exercícios por falta de motivação ou por medo de que o corpo não dê mais conta do recado. No entanto, estudos mostram que a atividade física na Terceira Idade tem sido considerada um importante aspecto para um estilo de vida saudável.

Segundo pesquisa feita pela University of Maryland (EUA), pessoas com mais de 65 anos que praticam exercícios físicos têm menos chances de sofrer de insuficiência cardíaca. De acordo com o estudo, atividades de intensidade moderada, como caminhada, por exemplo, já são suficientes para reduzir o risco.

A Organização Mundial da Saúde recomenda que o idoso dedique pelo menos 150 minutos a atividades físicas por semana.

Com uma infraestrutura adequada e profissionais capacitados, a Academia 24h orienta seus alunos da Melhor Idade a praticar atividades físicas, visando seu bem-estar e melhora na qualidade de vida. “Fazer exercícios físicos melhora o equilíbrio dos idosos, contribui na manutenção e aumento da densidade óssea, ajuda no controle do diabetes, artrite, fortalece os músculos das pernas e costas e diminui o risco de doença cardiovascular”, afirma a coordenadora técnica da unidade Norte, Rosana Urdiale.

terceiraidadeon_baixa

E os benefícios não são apenas físicos. O emocional dos “vovôs e vovós” da geração saúde também é estimulado. “Durante a atividade física, o corpo libera hormônios que proporcionam sensação de bem-estar, diminuindo assim, a depressão que é comum na Terceira Idade. Além disso, aumenta a confiança e autoestima, em função da manutenção da qualidade de movimentos e saúde”, declarou.

 Não perca tempo e incentive seu avô ou avó a praticar atividades físicas! E para você internauta da Melhor Idade, tá esperando o quê para começar a se exercitar?

Posts relacionados

Deixe um comentário