Cinco maneiras de não errar durante o agachamento

Na academia, existem exercícios específicos para trabalhar cada tipo de músculo. Alguns mais focados nos membros inferiores, outros mais direcionados para os membros superiores.

Para a parte de baixo, o agachamento se destaca.

Agachamento rocks

Adorado por uns e nem tanto por outros, o exercício é um dos mais completos, pois envolve vários grupos musculares e articulações. No agachamento é possível fortalecer coxas, bumbum e pernas, além de também fazer bem ao sistema cardiorrespiratório e facilitar movimentos comuns do dia a dia como sentar, levantar, subir na cadeira, avançar um degrau, pegar algo no chão, etc.

Este é o queridinho daqueles que querem hipertrofia muscular e ganho de força, mas também é recomendado para quem deseja apenas tornear os músculos e ganhar condicionamento físico.

O mais conhecido e praticado é o estilo livre, que pode ser realizado apenas com uma barra, halteres, ou em equipamentos, como Smith.

Professora Fabíola Ramos, Professor Rafael Leite e a modelo Muri Rodrigues
Professora Fabíola Ramos, Professor Rafael Leite e a modelo Muri Rodrigues

Foco, força e chão 

Fazer o agachamento requer uma atenção especial para evitar expor as articulações, principalmente joelhos, quadril e coluna. O movimento correto exige um trabalho em conjunto dos músculos e coordenação motora para garantir a segurança do aluno(a) e também a eficácia do treino.

A Academia 24h separou algumas dicas para você não errar na hora do agachamento.

Barra – A barra deve ser posicionada na linha dos ombros (deltoide) e em cima do trapézio (final do pescoço), onde há mais massa muscular, assim machuca menos e dá mais firmeza ao exercício. Algumas pessoas utilizam um encosto acolchoado para amenizar o contato com a barra;

Costas Mantenha as costas sem alterar as curvaturas que ela já possui. Estas curvaturas servem para ajudar a diminuir a pressão nas vértebras. Por isso, evite inclinar muito o tronco para frente, isso aumentará a sobrecarga na região dorsal.

Pés – Para dar mais ênfase aos músculos interiores das pernas, deixe os pés mais afastados. A parte externa pode ser trabalhada com um distanciamento menor. Para exercitar os músculos como um todo, o ideal é afastar os pés com base na largura do quadril;

Bumbum – Ao descer, jogue o bumbum para trás, até a linha do calcanhar;

Execução/amplitude Comece com agachamentos curtos e, com o passar do tempo aumente a amplitude de movimento. Não exagere no início. Para ir até o chão precisa ter prática e, dependendo da condição física e de saúde, não é recomendado para todas as pessoas.

#Dica24h: Na dúvida, conte sempre com a ajuda de um professor.

Posts relacionados

Deixe um comentário