É halter? Anilha? Não! Conheça o kettlebell

A sede da próxima Copa do Mundo, em 2018, será a gelada Rússia, que tentará, ao menos, reproduzir o carisma e a alegria com que os brasileiros receberam os turistas no Mundial deste ano. Mas quem pensa que o maior país do mundo em extensão territorial – com 17.075.400 Km² – se limita apenas ao frio, Maria Sharapova, Dostoiévski e Vodca está enganado.

Foi na Rússia que inventaram os kettlebells, a bola de ferro com uma haste que virou febre entre aqueles que procuram inovar seus treinos.

Professor Rafael Leite e a modelo Muri Rodrigues
Professor Rafael Leite e a modelo Muri Rodrigues

Define os músculos e auxilia na queima de gordura

Os exercícios com o kettlebell são práticos e promovem mudanças consideráveis no condicionamento do corpo em um período relativamente curto de tempo. O presidente da Federação Internacional de Kettlebell e Fitness (IKFF), Steve Cotter, afirmou que em duas semanas, realizando treinos de pelo menos 20 minutos, três vezes por semana, é possível notar resultados no corpo, e em seis meses atingir um bom nível de condicionamento.

O gasto calórico estimado, em meia hora, é de 300 calorias. Além de ajudar a queimar gordurinhas, o kettlebell auxilia na definição de diferentes músculos. “Os exercícios garantem um trabalho cardiorrespiratório intenso. Exercita os membros inferiores (pernas e glúteos), tonifica a musculatura abdominal e lombar, garantindo maior estabilidade para a coluna, e aumentam a força, resistência e flexibilidade”, disse o gerente da Academia 24h, Claudio Rocha.

Professor Rafael Leite e a modelo Muri Rodrigues
Movimentado chamado “Swing kettlebell”

O kettlebell pode ser usado como um complemento para uma rotina normal de atividades físicas ou como a única atividade de um treino.

Em breve, o blog divulgará um treino específico com os kettlebells.  Fique de olho!

Posts relacionados

Deixe um comentário