Supere essa barra! Veja os tipos mais comuns na academia

Quando se pensa em musculação, quais acessórios veem à cabeça?

Anilhas;

Halteres;

E…? As barras.

Tão importante à bola em um jogo de futebol, as barras têm papel fundamental para tonificar e definir os músculos. Segundo o professor, Luiz Carlos Carvalho as barras trabalham o equilíbrio e a coordenação motora, características que não são tão exercitadas nas máquinas.

Existem vários modelos e cada um dá ênfase em diferentes grupos musculares, por exemplo, peitoral, pernas e bíceps. Dominar cada tipo e saber para quê serve, ajuda a turbinar o treino.

Conheça um pouco mais sobre as barras mais comuns na academia:

barra-w-baixa
Barra W

Barra W

Como o próprio nome já diz, o formato imita a letra. A barra deve ser usada com as mãos nas inclinações, próximo ao centro.

O que trabalha?

Por conta do seu formato, é possível exercitar melhor os músculos do antebraço e do tríceps.

barra-h-baixa
Barra H ou Romana

Barra H ou Romana

Ela conta com traves paralelas, as quais se seguram com a palma das mãos viradas uma para a outra. As características de ergonomia e ativação muscular são parecidas com às da barra W.

O que trabalha?

É utilizada para fazer: rosca martelo (bíceps), tríceps testa (tríceps) e desenvolvimento (ombros).

barra-reta-baixa
Barra Reta

Barra Reta

Formato como o próprio nome diz é reto, o modelo mais tradicional. Porém, o tamanho e peso variam bastante. Fique de olho!

O que trabalha?

Dependendo do exercício, trabalha distintos grupos musculares: peitoral, pernas e bíceps.

#Dica24h: Supere essa barra e vá treinar!

*Com informações da revista Men’s Health

Posts relacionados

Deixe um comentário